Home / Diário Materna / Viva e Deixe Viver realiza oficinas de contação de histórias na primeira edição do Diabetes On

Viva e Deixe Viver realiza oficinas de contação de histórias na primeira edição do Diabetes On

download

O evento acontece no dia 10 de novembro, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo

A Viva e Deixe Viver marca presença na primeira edição do Diabetes On, que será realizada no Centro Convenções Rebouças, em São Paulo. O evento tem o objetivo de mudar a forma de como viver com o diabetes por meio de conhecimento e educação para gerar motivação e empoderamento.

Durante o evento, a Viva realiza duas oficinas gratuitas de contação de histórias no espaço Diabetes Tech destacando a importância da prática de atividades físicas, da alimentação saudável, do cuidado e da prevenção. “Serão duas horas de contação de histórias, além de apresentações musicadas, brincadeiras e muita diversão”, ressalta o presidente da Viva e Deixe Viver, Valdir Cimino.

As oficinas serão ministradas pelos voluntários Mario Stoppa, do Instituto da Criança ICR, Luiz Arlindo Forti e Maira Matsui, do Hospital Sírio Libanês.

Além das narrativas, estão programadas brincadeiras com o jogo Eu Conto, em que as crianças ajudam a criar novas histórias, sempre recheadas de emoção e aventura.

Serviço

Diabetes On

Data: 10 de novembro (domingo)

Horário: das 8h às 18h

Local: Centro de Convenções Rebouças – Av. Rebouças, 600 – Pinheiros – São Paulo – SP

Inscrições e mais informações: http://www.diabeteson.com.br/credenciamento

OFICINAS DA VIVA E DEIXE VIVER

Das 10h00 às 12h00 e Das 14h às 16: Contação de Histórias envolvendo prática de atividades físicas, alimentação saudável, cuidado e prevenção.

Sobre a Associação Viva e Deixe Viver – Fundada em 1997, pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que por meio da arte de contar histórias forma cidadãos voluntários conscientes da importância do acolhimento e que produzem bem-estar a crianças e adolescentes hospitalizados, a partir de valores humanos como empatia, ética e afeto, além de contribuir para a humanização da saúde, causa da entidade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 91 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas Pfizer, UOL, Mahle Metal Leve, Volvo e do Instituto Helena Florisbal.

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top