Home / Gravidez / Viagens de avião durante a gravidez: especialista dá dicas sobre como prevenir a ocorrência de trombose

Viagens de avião durante a gravidez: especialista dá dicas sobre como prevenir a ocorrência de trombose

gravidez-viagem-aviao

Evitar permanecer a viagem toda sem se movimentar e manter-se hidratada estão entre as sugestões do profissional

Janeiro e Fevereiro são conhecidos como os meses das férias e, também, das viagens mais longas de avião com a família. Neste período, as gestantes precisam redobrar a atenção e tomar algumas precauções para garantir sua segurança e tranquilidade, pois as viagens aéreas podem causas doenças como trombose, que surge quando um coágulo se forma dentro de uma veia, dificultando a circulação sanguínea. Nos casos mais graves, pode levar à embolia pulmonar.

 

Segundo o especialista Alberto d’Auria, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, as viagens aéreas podem ser maléficas porque a grávida fica muito tempo sentada com as pernas dobradas, além da possibilidade de desidratar por conta do ar-condicionado e, portanto, seu sangue ficaria mais denso e com chances de coagular. “O ideal é que a mulher viaje até a 26ª semana de gestação, quando o volume e peso do feto estão ideais para este tipo de passeio. Além disso, a sugestão principal é viajar usando meia elástica, pois a pressão da meia comprime os vasos e evita que se formem trombos nas pernas”, ressalta.

 

Também é muito importante que a grávida tome bastante água para manter o sangue bem fluído e levante a cada duas horas para caminhar, assim evita inchaços e faz a circulação voltar à normalidade. “As dicas básicas são: evitar permanecer a viagem inteira sentada sem se movimentar; fazer movimentos com as pernas e manter-se hidratada o máximo possível”, afirma o especialista.

 

Nestas viagens é importante que a gestante evite bebidas gasosas, petiscos salgados e frituras, como amendoim, coxinha e bolinho de queijo, pois podem causar desidratação. “Estes itens podem aumentar a fermentação gerando um grande desconforto para quem viaja sentado na aeronave”, complementa o obstetra.

 

O profissional também alerta que o ambiente pressurizado e frio característico dos aviões pode causar irregularidades nos batimentos cardíacos, dificultando a respiração. “Como os aviões voam com temperaturas internas baixas, entre 17 e 18 graus e o conforto térmico corporal precisa estar entre 19 e 23 graus, é preciso que a gestante faça as viagens usando gorro de lã e blusa colada ao corpo, assim evita doenças como rinite e sinusite”, finaliza d’Auria.

Fonte: Alberto d’Auria

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top