Home / Manual do Crescidinho / Quanto meu filho deve comer em cada fase?

Quanto meu filho deve comer em cada fase?

f1714f8891

Todos nós já sabemos que até os seis meses de idade a alimentação é exclusiva com o leite materno em livre demanda, mas após qual será a quantidade ideal para cada fase?

 

Alexandra Marinho, nutricionista materno infantil explica que a introdução alimentar é a fase mais importante do desenvolvimento do bebê e saber a quantidade exata e quais são os alimentos que devem ser apresentados são de grande importância para aceitação e crescimento.

 

“O bebê é como um livro em branco e são os pais que irão preencher cada página. É importante durante a introdução alimentar que seja bem variada, saudável, com o mínimo (ou nenhum) sal e SEM misturar, para que além de colorido, o bebê possa experimentar cada textura e sabor”, explica a nutricionista.

 

Segundo orientações do Ministério da Saúde, estima-se que 500ML

de leite materno no segundo ano de vida forneçam quase todas as a necessidade de vitamina C e praticamente a metade da quantidade necessária de vitamina A. Então além das refeições, o leite materno não deve ser retirado, pois continua sendo fonte de energia, proteínas e proteção natural contra doenças infecciosas.

 

Para ajudar, Alexandra Marinho separou uma listagem de refeições em cada fase.

 

6 meses: leite materno + 3 refeições – almoço ou jantar e 2 lanches de frutas

 

7 a 8 meses: leite materno + almoço + jantar + 2 lanches de frutas

 

9 a 12 meses: leite materno + almoço + jantar + 2 lanches de frutas

 

1 a 2 anos: leite materno + café da manhã + almoço + jantar + 2 lanches

 

Mas qual será a quantidade para saciar e ser o suficiente para o desenvolvimento em cada fase? Que tal uma entrevista com a Alexandra para falar mais sobre o tema? Nossa especialista está à disposição para falar sobre o tema, bem como outros relacionados ao mundo da Nutrição Materno Infantil.

 

Fonte: 

Formada desde 2004 pela Universidade Estácio de Sá, Alexandra Marinho tem especializações como MBA em gestão e segurança alimentar, nutrição clínica funcional e nutrição pediátrica, de escolares e pré escolares. Se tornou nutricionista materno infantil após o nascimento da sua filha, Malu de 6 anos, que nasceu prematura e não sabia como nutrí-la o suficiente. Atua em consultório particular na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, para atendimento desde as “tentantes” queiram engravidar, gestantes, orientação no período da amamentação, emagrecimento pós parto, além de toda parte nutricional do bebê, introdução alimentar até cardápio para 2 anos de idade. Atua com os pré escolares e escolares em creches e escolas com trabalhos de educação nutricional e atendimento individualizado também. Faz rodas de conversas e workshops sobre diversos temas da área de foco e atuação.

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top