Home / Bem Estar / Terapia Floral…

Terapia Floral…

shutterstock_47094358
A função da terapia floral é transformar o estado emocional negativo em alinhamento energético. O melhor de tudo isso é que gestantes podem usar e abusar das essências florais nos nove meses de gestação.

“Sabemos que a cada trimestre há importantes mudanças e transformações no corpo da mulher, e junto a estas mudanças físicas acontecem alterações emocionais, que podem ser tratadas com as essências florais, proporcionando inúmeros benefícios para a mulher”, justifica enfermeira e obstetriz Olympia Gimenes, que há anos atua como terapeuta floral.

“Muitas mulheres repensam seus valores, seus anseios e seus ideais durante as 40 semanas de gravidez, motivadas pela importância do momento em que a vida se manifesta de forma tão maravilhosa em seus corpos gerando vida, gestando vida. Mas a apatia, a indiferença, a hesitação frente ao desafio de viver podem conduzir a um fraco contato com as pessoas e o presente.” O poder dos flores entra exatamente nesse momento.

Oscilações de humor são frequentes nas gestantes e nas mamães de primeira viagem. Para esses casos, a essência da Chamomile é altamente benéfica, pois restaura o equilíbrio, propicia serenidade e disposição através da liberação harmoniosa da tensão armazenada principalmente na região do estômago. “E também pode ser muito útil para as cólicas dos recém-nascidos”.

A gestante também vai necessitar de conforto emocional, e neste aspecto nada melhor que a essência Star Of Bethlehem, que, além de calma, tranquilidade e alívio, trará à gestante profundo equilíbrio psíquico e espiritual, restaurando traumas do passado.

Já a essência floral da Mimulus devolve a coragem de enfrentar o dia-a-dia, libera medos e promove espontaneidade, curiosidade e alegria. Pode também ser dada a bebês que ficam assustados em qualquer ambiente estranho ao de casa.

Durante o trabalho de parto, Olympia recomenda o uso do Rescue Remedy. “Este é um momento que exige muito da mulher e ela precisa estar salvaguardada dos medos e traumas, mantendo-se presente e desperta.”

A terapeuta ratifica que as essências florais não são remédios e, portanto, diferenciam-se dos homeopáticos, mas têm em comum o fato de serem tratamentos vibracionais. Vale lembrar que a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) também tem encorajado o uso de florais para o cuidado familiar e de autoajuda.

Para Olympia, tratar-se com as essências florais é ir além de suprimir sintomas ou aliviar queixas. “É obter desta linguagem vibracional equilíbrio para as mudanças e relação sadia entre corpo e emoção. É uma nova visão para a saúde, doença e cura.”

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top