Home / Diário Materna / Método das Boquinhas®, voltado para alfabetização fônica-articulatória e conversação, ganha versão digital para a PlayTable

Método das Boquinhas®, voltado para alfabetização fônica-articulatória e conversação, ganha versão digital para a PlayTable

Play-170320-Institucional

Mais de mil escolas do país já podem optar pelos games Memória Boquinhas e Puxa-Bocas Boquinhas, desenvolvidos a partir da metodologia criada pela fonoaudióloga e psicopedagoga Renata Jardini. Jogos podem ser aplicados ainda no tratamento de crianças autistas e com dislexia

 
Como pronunciar o som de uma letra, se o nome dela é diferente? Qual o movimento correto da boca para que a fala seja correta? Essas são dúvidas comuns no processo de aprendizagem da maioria das crianças. E foi a partir delas que a fonoaudióloga e psicopedagoga Renata Jardini desenvolveu o Método das Boquinhas®. Além de decodificar cada uma dessas etapas, as atividades que incluem a metodologia também apostam no recurso visual, mostrando os movimentos corretos da boca na pronúncia dos fonemas.

A partir de agora, os jogos voltados para a alfabetização fônica-articulatória também ganham versões especiais para a PlayTable, mesa digital interativa que conta com games educativos desenvolvida pela Playmove. Já são mais de mil escolas que utilizam o produto e poderão contar com o recurso. Através do Memória Boquinhas e do Puxa-Bocas Boquinhas, as crianças desenvolverão a consciência fonológica e visuoarticulatória, a conversão entre letra/som, a atenção e a memória visual e auditiva.

No game Puxa-Bocas, o destaque fica por conta do desenvolvimento da soletração. Cada palavra apresentada traz diversas figuras de bocas com o áudio do som das letras, distribuídas aleatoriamente. A criança precisa ouvir e através da audição e visão, sequenciar as imagens das bocas para que formem o som correto das palavras. Já no Memória, o jogo traz figuras de objetos e logo abaixo, as bocas que reproduzem o som inicial da pronúncia do nome de cada um deles. O jogador precisa unir corretamente as figuras com as pronúncias para vencer o desafio, que conta com diversas fases e níveis de dificuldade.

Além da aplicação no ensino regular, os games também são indicados para a área da Educação Especial, no tratamento do autismo, da dislexia e outras dificuldades. “As crianças aprendem muito melhor brincando e com recursos como os do método, que traz a visualização da pronúncia. O Boquinhas tem tudo a ver com a iniciativa da PlayTable, que visa trazer recursos para apoiar a aprendizagem de forma eficaz. Temos certeza que os jogos serão de grande ajuda para os educadores no processo de alfabetização”, diz Cristiano Sieves, especialista em ludopedagogia da Playmove.

“Vincular o nome Boquinhas à PlayTable é uma honra para mim, pois acredito que compartilhamos o mesmo ideal, de levar aprendizagem rápida, segura e lúdica a todos. Com esses jogos a alfabetização se alia à fala bem articulada, ampliando habilidades importantes para o sucesso da escolaridade. Mais do que uma ferramenta atual, os jogos digitais são a saída para professores, clínicos e pais que buscam alicerçar seus objetivos de aprendizagem eficaz com algo prazeroso”, avalia Renata.

“Acredito que esses dois jogos Boquinhas na PlayTable são o início de uma parceria profícua, que poderá se estender para a prática pedagógica digital ao alcance de todos, fixando conceitos de forma simples e lúdica, que atenda as necessidades de qualquer aprendiz’, conclui a fonoaudióloga.

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top