Home / Amamentação / Leite materno

Leite materno

dr-renato-de-avila-kfouri

 

A alimentação de uma criança no primeiro ano de vida, tem como principal alimento o Leite Materno, sendo os bebês nesta idade também conhecidos como lactentes.

Além de fonte de cálcio e proteínas, o leite materno oferece todos os nutrientes essenciais ao perfeito crescimento e desenvolvimento da criança.

O Leite Materno se destaca também por apresentar melhor digestibilidade além de fornecer anticorpos e proteção contra várias doenças.

Amamentar é um ato de amor, que traz benefícios emocionais e segurança para o bebê, além de promover o contato, aproximação e melhora do vínculo mãe-filho.

Esse binômio (mãe-bebê), é de fundamental importância para ambos, que se completam e constróem a mais sólida das relações existentes no mundo.

A natureza se encarregou de produzir um alimento único, próprio para aquela criança, já que a composição do Leite Materno varia de mulher para mulher, e também conforme a época de gestação. Assim, mães que tiverem seus filhos de forma prematura produzirão leite de diferente composição em relação àquelas cujos filhos nascerem de nove meses, mais adequado para alimentar seu bebê prematuro, de inigualável superioridade a qualquer outro leite.

Centenas de estudos comprovam os benefícios do aleitamento materno, no que se refere ao desenvolvimento motor, neurológico, inteligência, linguagem e prevenção de doenças. É realmente a primeira “vacina” que a criança recebe.

O Leite Materno pode, e deve, ser o único alimento da criança até o sexto mês de vida, e a partir dessa idade, outros alimentos necessitam ser acrescidos à dieta, mantendo-se o aleitamento até pelo menos o final do primeiro ano de vida, e idealmente até os dois anos.

Infelizmente, nos tempos atuais, muitas mães se vêem obrigadas a reduzir o tempo de aleitamento exclusivo, por necessidades profissionais e financeiras. Cabe ao Pediatra orientar a melhor forma de prosseguir com a alimentação mista, a fim de se manter o aleitamento por tempo prolongado.

Amamentar traz também benefícios à mãe, diminuindo a incidência de câncer de mama e outros tumores ginecológicos, além de facilitar o retorno da mãe à sua antiga forma física.

Por fim devemos lembrar que a amamentação é uma demonstração de afeto e amor, que aproxima, une e transforma para melhor, a vida da mãe e da criança.

Não podemos nos esquecer do Pai, também figura de grande destaque nesse lindo momento, que estando ao lado, apoiando e incentivando, completa a base de uma estrutura que faz a diferença: A Família.

“LEITE MATERNO: ENTRE DE PEITO NESSA LUTA!”

Dr. Renato de Ávila Kfouri
Pediatra e Neonatologista
Contato: renatokfouri@uol.com.br

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top