Curso Sempre Materna In Company
Curso Sempre Materna In Company
Home / Gravidez / Gravidez e Cirurgia Plástica

Gravidez e Cirurgia Plástica

gravida

Durante a gravidez, não é recomendado que se faça nenhum procedimento cirúrgico que não seja estritamente necessário. Isso ocorre para que a gestante não seja submetida a nenhum tipo de risco desnecessário, que pode acabar prejudicando o feto, ela mesma ou a gravidez como um todo. Já que em uma cirurgia há o risco de a anestesia afetar o bebê, além do que uma mulher grávida acumula mais gordura, retém mais líquido e passa por muitas mudanças corporais, em razão de hormônios que se intensificam ao longo de toda a gestação, qualquer procedimento cirúrgico que não seja imprescindível pode influenciar de modo prejudicial a essa fase.

O que é aceitável, de acordo com os padrões médicos, são os procedimentos mais suaves, no entanto, mesmo assim são realizados com moderação, para combater reações hormonais como a melasma, uma descoloração facial da pele que é comum em mulheres grávidas.

  • Depois da Gravidez

O aumento de peso durante a gestação e a amamentação em si costumam deixar as mulheres insatisfeitas com toda a transformação que seus corpos sofrem, afinal, as coisas mudam com grande velocidade e nem sempre o corpo consegue acompanhar e se adaptar às novas formas de maneira satisfatória.

É aí que surge o desejo de recuperar a boa forma ou até melhorá-la depois do nascimento do bebê. Nessa hora, as mulheres acabam recorrendo a procedimentos cirúrgicos.

Geralmente, as mamães procuram corrigir a região das mamas e eliminar a flacidez no abdômen. No entanto, é preciso esperar pelo menos seis meses para que se possa fazer qualquer tipo de intervenção, pois, assim se respeita o período de alinhamento do corpo, foca-se exclusivamente na amamentação e também na perda natural de peso, comum na mulher que recentemente deu à luz.  A cirurgia plástica pode ser indicada no abdômen a partir de 3 meses após o término da amamentação e, na mama, 6 meses após.

  • Flacidez

Muitas mulheres procuram a cirurgia plástica após a gestação para eliminar, ou pelo menos diminuir, a flacidez. O ponto é que a retirada do excesso de pele após a gravidez com abdominoplastia e lipoaspiração, muito indicadas nesses casos, não é 100% garantida.

Respeite o momento do seu corpo e espere para ver como ele reage; caso o resultado, após alguns meses, ainda não seja o desejado, procure um cirurgião plástico de confiança, com credibilidade e que possua boas recomendações. Assim, as chances de êxito são maiores.

 

 

Fonte: Dr. Alexandre Kataoka -  Cirurgião plástico (IMESC).

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top