Home / Diário Materna / Febrasgo explica Contracepção Intrauterina em campanha

Febrasgo explica Contracepção Intrauterina em campanha

Digitalizar0001

Acompanhe no Portal ELA, desde o dia 16 de outubro, websérie que explica mitos e verdades sobre o DIU

Um dos métodos contraceptivos mais eficazes disponíveis atualmente no mercado é o Intrauterino, conhecido como DIU, porém muitas pessoas ainda não entendem como ele funciona e, por falta de conhecimento, acabam aderindo aos métodos mais comuns como a pílula anticoncepcional.

Pensando nisso, a Febrasgo, Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, em parceria com a Bayer, criou uma campanha para desmitificar o uso dos DIUS, mostrando o que é verdade e o que não é sobre esse método. Conheça websérie, que estará disponível no site feitoparaela.com.br a partir do dia 16 de outubro, e trará diversas informações sobre essa forma de contracepção.

Para facilitar a difusão desses dados e tirar as dúvidas das mulheres, a Febrasgo lista algumas das informações mais conhecidas sobre o DIU e explica os mitos e verdades sobre o uso.

O que é DIU?

É um método anticoncepcional pequeno e flexível, com mais ou menos 3cm, colocado dentro do útero da mulher pelo médico e feito de materiais desenvolvidos especificamente para ficarem por anos dentro desse órgão. Ele é dividido, basicamente em dois tipos: o DIU de cobre e o SIU (o DIU hormonal, que libera um hormônio semelhante a progesterona).

O de cobre libera essa substância dentro do órgão onde é colocado, tornado o ambiente desfavorável aos espermatozoides, já o SIU ao liberar o hormônio impede a passagem dos espermatozoides e afina a camada de revestimento interno do útero, o que além de evitar a gravidez também leva a uma redução do fluxo menstrual.

Normalmente a colocação dos DIUs é feita em consultório, sem a necessidade de internação hospitalar ou anestesia geral, mas em alguns casos pode ser utilizado um anestésico local no colo do útero. O procedimento é feito com o uso de um espéculo (mesmo aparelho usado em exames ginecológicos como Papanicolau), que o médico introduz através da vagina e do canal do colo uterino.

O DIU é mais eficaz e mais acessível do que a pílula – VERDADE

A taxa de falha das pílulas pode chegar até 9 gestações a cada 100 mulheres por ano e isso acontece por diversos fatores como o esquecimento de tomar a pílula, o uso fora do horário habitual e possíveis interações com outros medicamentos. Já os DIUs não correm esse risco pois são colocados dentro do útero pelo seu médico. Além disso, algumas clínicas e distribuidores de medicamentos facilitam o pagamento do produto e, conforme determinação da ANS, eles são cobertos por alguns convênios médicos. Também vale ressaltar que o DIU de cobre é oferecido gratuitamente pelo SUS.

DIU só pode ser usado por mulheres que tiveram filhos – MITO

Eles são indicados para mulheres em diversas fases da vida, justamente por ser um método com pouquíssimas contraindicações e por ser mais eficaz que a pílula, injeção, adesivo e anel vaginal. Além disso, eles são reversíveis.

Posso engravidar logo após tirar o DIU – VERDADE

Sim! Quando a mulher quiser é só removê-los que uma gravidez já pode ocorrer.

Colocar o DIU é doloroso – MITO

A colocação é tranquila, na maioria das vezes, sendo que o sintoma mais frequente é uma cólica parecida com a da menstruação, que costuma ser bem tolerada. Em alguns casos, se a dor persistir o médico pode recomendar algum analgésico, mas não é necessário se afastar do trabalho ou deixar de praticar atividades físicas.

DIU tem mais hormônio que a pílula – MITO

O DIU de cobre não possui hormônios e o DIU hormonal libera de forma periódica o hormônio levonorgestrel. Com relação à quantidade, ela é cerca de um décimo da dose liberada pela pílula anticoncepcional.

A menstruação e a rotina mudam usando DIU – VERDADE

Muda, mas normalmente para melhor. Além de você não precisar ficar lembrando de tomar o seu método contraceptivo, sua menstruação provavelmente mudará após o período de adaptação que dura em torno de 3 a 6 meses. O DIU hormonal, por liberar hormônio dentro do útero, afina a camada de revestimento interno do órgão levando a uma redução da menstruação ou até a eliminação dela e de alguns sintomas associados a ela. Já o de cobre, por liberar cobre, pode aumentar a intensidade e duração das menstruações em metade das mulheres.

DIU aumenta a Acne – MITO

Diferente da pílula anticoncepcional, que abaixa o nível de testosterona da mulher, e por isso promove uma melhora em relação a espinhas, acne e oleosidade, os DIUs são neutros, salvo algumas raras exceções. Ou seja, normalmente nem aumenta, nem diminui.

Não pode ter relação sexual logo que inserir o DIU – VERDADE

Para permitir um descanso ao corpo, é aconselhável aguardar cerca de 24h após a inserção antes de ter relação sexual (fonte: bula).

DIU interfere na libido – MITO

Ao contrário das pílulas anticoncepcionais, que podem diminuir a libido de algumas mulheres por causa da redução do nível de testosterona circulante, os DIUs são neutros em relação a isso. As vezes podem até ajudar por gerar tranquilidade no fato de serem métodos mais eficazes e, no caso do SIU, por reduzir o fluxo menstrual e seus sintomas associados.

Fonte: GBR Comunicação

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top