Curso Sempre Materna In Company
Curso Sempre Materna In Company
Home / Diário Materna / Dezembro Laranja: Câncer de Pele

Dezembro Laranja: Câncer de Pele

background-dezembro-laranja-790X390

Não espere amanhã se puder avaliar hoje. 

 

O Câncer de Pele é o tumor mais comum e frequente na população geral. Diferente dos tumores em outros órgãos, na pele, ele pode ser visto com mais facilidade tanto nas suas características especificas como também na sua velocidade de crescimento.

 

Podemos falar de três tipos diferentes de Câncer de Pele que são importantes e frequentes: carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. Os dois primeiros podem se apresentar como lesões avermelhadas, inflamadas, ulceradas e que parecem nunca cicatrizar.

 

O Carcinoma basocelular é o mais benigno dos tumores malignos, pois raramente evolui com metástases que são lesões a distância comprometendo outros órgãos. Ele geralmente aparece no rosto principalmente no nariz e clinicamente tem aspecto perláceo com muitas telangiectasias (vasos superficiais)

 

O Carcinoma espinocelular já é mais agressivo que o Carcinoma basocelular e pode causar metástase. Ele aparece principalmente nos lábios e pode comprometer a mucosa e crescer atingindo a garganta. O Carcinoma espinocelular pode ser ulcerado e surgir em cicatrizes e machucados crônicos.Tanto o Carcinoma basocelular como o Carcinoma espinocelular tem uma relação direta com a exposição solar e dano actinico acumulado por toda a vida. O tratamento de ambos vai depender dos critérios clínicos e localização das lesões. Geralmente a indicação é cirúrgica e quando diagnosticado a tempo e operado com margens seguras podemos considerar que houve cura definitiva.

 

O terceiro tumor é o Melanoma que é um câncer mais grave, agressivo e com potencial de causar metástases. O Melanoma geralmente é uma lesão pigmentada que pode ser ou parecer uma pinta pré existente. No caso do Melanoma podemos utilizar a regra do A B C D, onde podemos analisar as seguintes características:

 

A – Assimetria

B – Borda

C – Cor

D – Diâmetro

 

Lesões assimétricas, com bordas irregulares, cores variadas e diâmetro maior que 0,6 maior tem grande chance de ser maligna.

 

As pessoas com pele, clara, olhos e cabelos claros, com parentes de 1° grau que tiveram Melanoma e com mais de 50 pintas no corpo são pessoas de maior risco. O Melanoma quando diagnosticado e tratada a tempo, tem um ótimo prognóstico, mas caso contrário o tumor pode causar metástase e levar a morte em tempo muito curto. As pessoas com maior risco devem ser acompanhadas regularmente fazendo uma avaliação completa e todas suas pintas suspeitas. Esse procedimento é chamado de mapeamento, feito com um aparelho especial de dermatoscopia que evidencia as características detalhadas das lesões e detecta sua gravidade. Esse acompanhamento é essencial para controlar o risco de melanoma e é fundamental para uma melhor sobrevida dos pacientes.

 

Caso sejam diagnosticadas pintas com risco aumentado as mesmas devem ser retiradas seguindo os protocolos pré-estabelecidos que estipulam margens específicas.

 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia é responsável pelas ações do chamado Dezembro Laranja e realiza a Campanha de Prevenção de Câncer de Pele em todo o Brasil no dia 07 de Dezembro das 9h às 15h em serviços públicos pré estabelecidos. Todas as pessoas com suspeita de Câncer de Pele serão atendidas e caso houver confirmação do diagnóstico o tratamento completo será realizado.

 

 

Dra. Denise Steiner - www.denisesteiner.com.br

Dra. Denise Steiner é médica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual foi presidente entre os anos de 2013 e 2014. Atualmente a Dra. Denise é conselheira da SBD e também é especialista em Hansenologia, em Saúde Pública e em Medicina do Trabalho, além de ser Doutora em Dermatologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). É autora de várias publicações de reconhecimento nacional e internacional, entre elas: “Calvície – Um assunto que não sai da cabeça”, “Beleza sem Mistério” e “Envelhecimento Cutâneo”.

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top