Home / Mulher Materna / Desenvolver a inteligência emocional em crianças: a base para uma vida saudável

Desenvolver a inteligência emocional em crianças: a base para uma vida saudável

intelig

A relação humana reflete a relação que temos com nós mesmos e ensinar isso às crianças irá fortalecer sua confiança, segurança e lhe dará equilíbrio emocional ao longo de toda a vida.

Resiliência frente às adversidades, capacidade de vislumbrar horizontes positivos apesar das frustrações e desilusões, controlar impulsos negativos e canalizá-los para situações construtivas e adequadas. Estas são característica de alguém com alta Inteligência Emocional. Caso você nunca tenha ouvido falar no termo, ele trata da capacidade de um indivíduo de reconhecer e gerir as próprias emoções para conseguir reconhecer e interagir mais facilmente com as emoções dos outros e lidar com as demandas e adversidades diárias.

Veja bem, não significa que se deva reprimir emoções, fazendo de conta que elas não existem. A IE nos convida a reconhecer emoções, admiti-las e não fugir delas. Mas ao reconhecê-las, promover meios de conduzi-las de forma que elas não se tornem destrutivas a nós mesmos e aos que convivem conosco.

Agora pare um minuto e pense: Você já pensou o quão importante é desenvolver esta habilidade em crianças desde a mais tenra idade? O desenvolvimento da IE permite que os pequenos possam melhorar seus relacionamentos, auxiliando para que eles reconheçam suas próprias emoções e a maneira mais adequada de lidar com elas.

Já é provado pela ciência que a qualidade de vida de um indivíduo está diretamente ligada a qualidade dos laços afetivos e do convívio que é capaz de construir ao longo da vida. Podemos ter o melhor cargo, a melhor casa, a melhor conta bancária, mas se nossos relacionamentos estiverem ruins, nada fará sentido. E aí entra o papel fundamental da Inteligência Emocional, que auxilia a aprimorar a empatia e consequentemente cultivar relações de maior qualidade. O entendimento dela nos permite ampliar a percepção acerca de nós mesmos, entendendo como as atitudes e sentimentos alheios impactam em nós. Isso estimula a tomarmos a responsabilidade pelo que sentimos. Desenvolver esta habilidade desde a infância é a base para a formação de adultos muito mais saudáveis e felizes.

Já existem diversos projetos no Brasil e no mundo que estão levando em consideração este tema. Mas saiba que você também pode desenvolver a Inteligência Emocional de seus filhos e das crianças ao seu redor. E o primeiro passo é: ensine-os a nomear e reconhecer as próprias emoções, sem julgá-las como certas ou erradas. São apenas emoções que precisam ser valorizadas sejam elas negativas ou não, para que não tenhamos adultos frustrados por reprimirem aquilo que sentem. Isto é super importante e irá impactar fortemente na autoestima de seu pequeno, que é outra competência fundamental para alguém com alta IE.

Quem possui uma boa visão de si é capaz de se encorajar perante os desafios da vida e este diálogo interno positivo se reflete na interação com os que lhe rodeiam. Quando temos uma relação saudável conosco, fica muito mais fácil tratar a todos com respeito, aceitação das diferenças e empatia. Mas se nossa cobrança interna é grande, isso irá se refletir em nossos diálogos com o mundo.

A relação humana reflete a relação que temos com nós mesmos e ensinar isso às crianças irá fortalecer sua confiança, segurança e lhe dará equilíbrio emocional ao longo de toda a vida.

Fonte: SEMADAR MARQUES

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

'
Scroll To Top