Curso Sempre Materna In Company
Curso Sempre Materna In Company
Home / Amamentação / Covid-19 e a amamentação

Covid-19 e a amamentação

amament (1)

Conheça as respostas para as principais dúvidas dos pais a respeito da Covid-19. Novo estudo diz que transmissão intrauterina não pode ser descartada, mas que o prognóstico é bom para mulheres grávidas e recém-nascidos

 

O novo coronavírus pode ser transmitido da mãe para o feto ou para o recém-nascido por meio do leite materno?

Um estudo mais recente, realizado por pesquisadores da Universidade de Wuhan, na China, foi publicado no European Respiratory Journal, no último dia 8, identificou quatro recém-nascidos com a covid-19. Todos nasceram de mães com covid-19 e tiveram parto cesáreo. Três foram separados de suas mães ao nascer. Nenhum dos bebês desenvolveu sintomas graves ou necessitou de cuidados intensivos ou ventilação mecânica. Sendo assim, pesquisadores afirmam que a transmissão intrauterina não pode ser descartada, mas que o prognóstico é bom tanto para mulheres grávidas quanto para recém-nascido.

 

Mulheres com COVID-19 podem amamentar?

Sim. Até o momento o vírus não foi encontrado em amostras do leite materno. “Além disso, pelo leite materno, os anticorpos protetores são passados para o bebê. Por isso é importante continuar amamentando”, explica o pediatra Nudelman. Antes da amamentação, a mãe deve tomar os seguintes cuidados:

  • lavar as mãos antes e depois de tocar no bebê
  • limpar e desinfetar as superfícies que ele toca
  • usar máscara durante o aleitamento.

 

Caso a mãe se sinta insegura mesmo com as orientações, pode desmamar manualmente, ou por meio de algum dispositivo, e ofertar o leite ao bebê com a ajuda de outra pessoa.

 

 

 

 

Fonte: Portal UOL

 

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top