Home / Amamentação / A importância de auxiliar e conscientizar as mulheres sobre a importância do aleitamento

A importância de auxiliar e conscientizar as mulheres sobre a importância do aleitamento

amamentacao-problemas-mais-comuns-nos-seios04-2-thumb-570

A recomendação da Organização Mundial de Saúde indica que a alimentação do bebê deve ser do leite materno exclusivamente, ou seja, sem água, chá ou leites artificiais pelos primeiros seis meses. Após a introdução alimentar a orientação é que se utilize do leite materno como complemento por até dois anos ou mais.

A especialista Cinthia Calsinski enfermeira obstetra , elenca as vantagens do aleitamento para mãe e bebê:

Principais Benefícios à mãe:

- melhor recuperação do parto;

- menor perda sanguínea no pós-parto;

-retardo na ovulação e menstruação;

-menor incidência de câncer de ovário e mama;

-menor risco para desenvolvimento de síndrome metabólica, diabetes e artrite reumatoide.

Principais Benefícios para o bebê:

-menor risco de atopia, eczema, alergias alimentares e respiratórias;

-menor risco para desenvolvimento de leucemia linfocitica aguda e leucemia mielóide aguda;

-menor risco para morte súbita do recém-nascido, asma, diabetes e obesidade;

-favorece o vínculo mãe-bebê;

- maior QI (coeficiente de inteligência).

O leite materno é rico em vitaminas A, D e B6, cálcio, ferro e zinco. Em relação aos nutrientes, as proteínas classificam-se em caseína e proteínas do soro. A principal fonte de energia do leite materno são as gorduras, principalmente triglicerídeos (98%). O principal carboidrato é a lactose, fundamental na absorção de minerais como cálcio e ferro. Os minerais presentes no leite (Ca, Fe, Zn, Cu, etc) e as vitaminas (A,D,E,K,C e complexo B) são melhor absorvidas que os adicionadas aos leites artificiais. “O leite materno é o alimento ideal para a nutrição do bebê. Ao longo de uma mamada pode-se observar que no inicio o leite apresenta-se mais líquido e ao longo desta mesma mamada ele se torna mais grosso. Isto ocorre, pois o início tem o intuito de hidratar o bebê, engrossando aos poucos à medida que a composição aumenta em relação à gordura.” Finaliza Cinthia.

Durante este período o profissional de enfermagem obstetrícia é fundamental, pois, com frequência, são a esses profissionais a quem as mães e suas famílias recorrem quando enfrentam dificuldades para iniciar e manter a amamentação. Atitudes positivas, conhecimentos e habilidades relacionadas ao aleitamento materno são indispensáveis, durante o processo de aleitamento.

Fonte: Cinthia Calsinski enfermeira obstetra

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

'
Scroll To Top