Home / Amamentação / Bebê bom de bico

Bebê bom de bico

amamentar

Incentivar a pega correta na amamentação evita dores e rachaduras

 Quem nunca se deparou com caretas ao falar de amamentação com a vizinha, no salão de beleza e até mesmo com as tias e avós? Mesmo sabendo que o leite materno é o melhor alimento que existe, a falta de informação gera medo e a imaginação das mamães rola solta.

O sucesso do aleitamento materno depende de uma série de fatores relacionados ao manejo clínico da amamentação.

O primeiro passo são os cuidados gestacionais. Afinal, a mulher tem praticamente nove meses para preparar suas mamas. É indicado o banho de sol na região areolar e mamilos, antes das 10 ou após as 16 horas. Já óleos e hidratantes que possam afinar a pele e deixá-la mais sensível podem ser dispensados.

Os mamilos são outra questão comum entre as ‘barrigudinhas’.  Eles têm a função apenas de tocar o palato e fazer com que o bebê perceba o peito em sua boca e inicie a sucção. Devido a coloração escura, servem também como ponto de referência para o pequeno abocanhar a aréola.”

seios

Protuso (salientes), semi-protuso (pouco saliente), plano (incorporado a região areolar) ou invertido (contrário ao protuso), o formato pode mesmo influenciar? Segundo uma pesquisa recente,  aproximadamente 90% das mulheres possuem mamilos protusos. Ressaltamos ainda que independente da anatomia os mamilos da mãe são próprios para a adaptação do bebê. O segredo é serem bem estimulados. A melhor maneira é através da sucção do recém-nascido. É importante lembrar também que com o ritmo das mamadas eles podem mudar o formato.

Para aguentar a maratona, os seios precisam ser bem tratados.  Esclarecemos ainda que a higiene deve ser feita na hora do banho apenas com água corrente para não tirar a camada natural de proteção da pele. Porém, o cuidado mais importante se faz no ato da amamentação, ou seja, está relacionado à técnica de mamada. Se o bebê pegar adequadamente (região areolar + mamilo) as doloridas rachaduras não acontecem.

Mamilos, cuide bem deles:

  • Durante a amamentação, evite atrito na região aréola-mamilar. O ideal é que após as mamadas o local permaneça hidratado. Para isto, sugere-se a hidratação com o próprio leite materno;
  • Antes das mamadas é importante observar a flexibilidade areolar, caso haja acúmulo de leite na região é necessário a retirada do mesmo com as próprias mãos, através da ordenha manual;
  • Após a mamada, principalmente em fase de descida de leite, é importante a mãe avaliar a turgidez das mamas, se ainda permaneçam cheias é recomendado extrair o leite, também através da ordenha manual;
  • Um sutiã é fundamental para sustentar a mama. Assim, evita desconfortos à lactante e também o ingurgitamento (acúmulo de leite em certas da região da glândula mamário ou em toda ela).

A Sempre Materna acredita na importância da amamentação e por isso indica a pomada Millar, produto à base de lanolina anidra pura, que previne e trata as fissuras mamárias, protegendo a mama no período pré-natal e durante a lactação. Millar não é tóxico para a mãe e nem para o bebê, e por isso não precisa ser retirado da mama antes do aleitamento. Invista na preparação e cuidados com a mama. Não deixe que nada, nem ninguém interfiram nesse momento mágico e único que fará com que seu bebê se sinta amado e seguro. Lembre-se: Amamentar não é uma obrigação, mas um direito da mamãe e do bebê.

 

 

Foto: Reprodução da Internet e banco de imagens Sempre Materna

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

'
Scroll To Top