Home / Sempre Paterna / A importância da figura masculina

A importância da figura masculina

imagem_release_1028272

Diante de uma sociedade cada vez mais distante, como ficam os laços paternais?

No Brasil, o segundo domingo de agosto é quando a maioria das famílias se reúne para, em um gesto de carinho, presentear os patriarcas da casa. Tão bonito quanto o dia das mães, o dia dos pais é mais uma data muito comemorada nacionalmente. Afinal, a importância dos homens como pais é grandiosa, porém nem todas as mães pensam assim.

Segundo Carla Ribeiro, psicóloga, “é bem natural na sociedade que mulheres por motivos pessoais com os companheiros, afastem os filhos dos pais alegando proteção. Vezes por orgulho, quebrar a aliança paterna é prejudicial principalmente tanto para o homem quanto para a criança”, explica.

Carla ressalta que é importante lembrar que “ao falar em figura paterna não é obrigatório estar diretamente ligado ao pai biológico, pois na falta deste, a criança poderá encontrar outras referências, como tios, avós e mesmo irmãos mais velhos. A representação da figura paterna também serve, para os meninos, como modelo e para as meninas como representante do universo masculino”, destaca.

“Especialistas consideram que através da ligação afetiva dos pais, os filhos se tornam adultos mais seguros e confiantes”, pontua a psicóloga. As ligações paternas que eram consideradas efetivas apenas depois dos quatro anos de idade, está comprovado, atualmente, que se estabelecem desde os primeiros contatos do pai com o bebê.

Ela finaliza, lembrando que, para ser um bom pai, é preciso ser presente na vida de seus filhos. “Desde a chegada do bebê até a formatura da faculdade, é sempre necessário que os pais ‘estejam ali’ para seus filhos, para os momentos bons e ruins independentes do sucesso ou não do relacionamento com a mãe”, conclui.

Fonte:  Carla Ribeiro - Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

Deixe seu comentário

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

'
Scroll To Top